Vitiligo

O que é vitiligo?

Vitiligo é uma condicão em que as células pigmentares são destruídas, resultando em manchas brancas de formato irregular.
Qualquer área do corpo pode ser afetada. Áreas comumente afetadas são regiões expostas ao Sol (face, pescoco,olhos, narinas), pregas (axilas, virilhas), mamilos, genitália, locais de lesão (cortes, excoriacões, queimaduras), ao redor de sinais pigmentados, cabelos (o cabelo torna-se branco precocemente, no couro cabeludo ou no corpo), e na retina.


 

Com que freqüência acontece? Há tendência familiar?

O vitiligo  afeta pelo menos 1% da populacão, e ocorre em todas as raças. Em metade dos pacientes acometidos, a perda de pigmento ocorre antes da idade de 20 anos. Em 1/5, há outros membros da família  acometidos.

Há alguma outra manifestacão desta doença?

A maior parte dos pacientes com vitiligo possui ótima saúde geral. Porém estes pacientes possuem um risco aumentado de apresentar outras doenças autoimunes, como doencas da tireoide, anemia perniciosa (deficiência de B12), doença de Addison (doença da glândula adrenal), e alopécia areata (placas ovais de queda de cabelo).

O que causa esta condicão?

A melanina é o pigmento que determina a cor da pele, cabelo e olhos. É produzida em células chamadas melanócitos. Se os melanócitos não podem produzir melanina, ou se seu número está reduzido, a cor da pele vai se tornar progressivamente mais clara.
A causa do vitiligo não é conhecida. Algumas vezes esta doença se segue à lesão física como uma queimadura solar, ou estresse emocional. Há 3 teorias principais para porquê ocorre o vitiligo:
-As células pigmentares são lesadas por células nervosas
-Reacão imunológica autoimune contra as células pigmentares (o corpo destruiria o seu próprio tecido, que é percebido como estranho)
-Teoria  autotóxica - as células pigmentares são auto-destrutivas

Como evolui esta doença?

A gravidade do vitiligo varia de um indivíduo para outro.  Pessoas de pele clara normalmente percebem a perda de pigmento durante o verão, conforme o contraste entre a pele afetada e a pele bronzeada torna-se mais distinto. As pessoas de pele escura podem observar o início de vitiligo em qualquer momento. Em um caso grave o pigmento pode ser perdido em todo corpo. Os olhos não mudam de cor. Não há como prever a quantidade de pigmento que um indivíduo pode perder.
O grau de perda de pigmento pode variar: dentro de cada placa de vitiligo pode haver tons diferentes de castanho. Uma borda de pele mais escura pode circundar uma área de pele clara. O vitiligo se inicia freqüentemente com uma perda rápida de pigmento, que pode se seguir por um longo período em que a cor da pele não se modifica. Depois, a perda de pigmento pode se reiniciar. A perda de pigmento pode continuar até que, por razões desconhecidas, o processo se interrompe. Ciclos de perda de pigmento, seguidos por períodos de estabilidade podem continuar indefinidamente.

Quais os cuidados com a pele despigmentada?

A pele branca necessita de protecão solar, pois pode apenas se queimar, não tendo capacidade de se bronzear. A pele normal também deve ser protegida para evitar a queimadura solar, que além de gerar o câncer de pele pode levar ao surgimento de novas lesões de vitiligo. O bronzeamento da pele também aumenta o contraste entre a pele normal e a pele afetada pelo vitiligo.
Então, o paciente com vitiligo deve usar roupas que protejam as regiões afetadas, permanecer longe do Sol, usar filtros solares.
Produtos cosméticos podem ser usados para disfarçar o vitiligo, com bons resultados.

Quais os tratamentos disponíveis?

Nenhum dos tratamentos disponíveis hoje em dia é capaz de resultados muito satisfatórios.
Cremes com corticóide: Um creme com um corticóide potente pode reverter o processo, se aplicado nas áreas afetadas, por algumas semanas nos estágios iniciais.
PUVA: Esta forma de tratamento pela luz requer que o paciente tome um Psoraleno e então se exponha à luz ultravioleta (UVA). Repigmentacão gradual, mas parcial pode ocorrer. As mãos e os pés respondem mal, face e troncos dão um resultado melhor. Quando o tratamento é interrompido, uma parte deste pigmento desaparece novamente. A PUVA é realizada em menos que 5 minutos, duas vezes por semana, e pode ser continuada por 2 anos. A PUVA não é adequada para crianças ou pessoas de pele muito clara. A perda de pigmento deve estar presente por menos que 5 anos.

Se uma pessoa de  pele escura tem vitiligo afetando uma grande parte das áreas expostas, esta pessoa pode optar por realizar uma despigmentacão total. Um creme contendo o monobenzil éter de hidroquinona é aplicado na pele. Este faz com que a pele perca todo o seu pigmento. O seu efeito costuma ser permanente.


Copyright: New Zealand Dermatological Society