Proteção solar

1- Quem precisa usar filtros solares?

Em duas palavras: Todo mundo! Há uma classificação do tipo de pele, relacionando-a à sensibilidade ao Sol. Existe todo um espectro de capacidade de pigmentação, que vai desde o irlandês ruivo até o negro. Nesta variação racial, aqueles com a maior chance de apresentar problemas relacionados à exposição solar são os que possuem a menor capacidade de se bronzear, e que, ao se expôr ao Sol tornam-se apenas avermelhados ("queimados"), descascam, e retornam à cor anterior. Aqui no Brasil este tipo de pele é bastante raro. Porém, como aqui a nossa exposição aos raios ultravioleta é muito intensa, todos os tipos de pele estão sujeitos aos danos induzidos pela radiação solar. Assim, independente do grau de sensibilidade da pele ao Sol, todos devem usar um filtro solar com fator de proteção no mínimo 15.

2- Quando o filtro solar deve ser utilizado?

Os filtros solares devem ser utilizados diariamente. Há muitos produtos cosméticos disponíveis que já contém filtros solares em sua composição, pois a proteção solar é a principal forma de prevenir o envelhecimento prematuro e o câncer de pele. Os filtros solares ao serem utilizados de forma regular permitem realmente que a pele danificada possa se reparar.
A luz solar é refletida de forma muito intensa pela areia (17%). Assim, mesmo embaixo da barraca ou na sombra, o filtro deverá ser aplicado. Não reserve o uso dos filtros solares apenas para dias ensolarados de verão. Mesmo  em um dia nublado, 80% dos raios ultravioleta ultrapassam as nuvens.

3- Como eu escolho um filtro solar?

Há tantos tipos de filtros solares hoje em dia, que pode parecer confuso escolher qual o mais adequado. Há vários tipos de preparações diferentes. As principais são: loção, gel e creme. As loções são as mais comuns, podem variar muito entre si, mas em geral são adaptáveis a todos os tipos de pele, principalmente depois do lançamento das chamadas loções "oil-free". Estas loções livres de óleo poderiam ser utilizadas até mesmo por pessoas com tendência a acne. Os cremes são mais espessos que as loções, em geral correspondem aos filtros de maior fator de proteção. São mais oleosos, e o seu uso naquelas pessoas portadoras de acne pode levar a uma piora desta patologia. O filtro solar em gel é aquele menos oleoso, que muitas vezes é recomendado para pessoas portadoras de acne ou que relatam incômodo muito intenso com a oleosidade de cremes e loções na pele. Há ótimos produtos nesta categoria, porém o filtro solar em gel, para manter sua eficiência deve ser reaplicado com uma freqüência maior que as loções ou cremes, pois se dissolve com facilidade na água ou suor. Assim, se as outras preparações devem ser reaplicadas de 2/2 horas (no mínimo), o intervalo para reaplicação do gel deve ser ainda menor, de prefrência a cada hora.

4- O que é fator de proteção solar?

Os filtros solares são classificados de acordo com sua potência, ou fator de proteção(FPS).
O fator de proteção solar de um filtro é calculado através da comparação do tempo necessário para causar uma queimadura solar na pele protegida e o tempo necessário para causar uma queimadura na  pele não-protegida. Por exemplo, se um filtro solar é graduado como FPS 2 e uma pessoa de pele clara que normalmente se tornaria vermelha após 10 minutos o utiliza, esta pessoa levaria 20 minutos para ficar vermelha. Um filtro solar com fator 15 multiplicaria este tempo por 15, isto é, levaria 150 minutos para se queimar.
Os dermatlogistas recomendam que um filtro solar com fator de proteção 15 ou mais deve ser utilzado durante o ano inteiro para todos os tipos de pele.

5- Um filtro FPS 30 protege o dobro de um com FPS15?

O fator de proteção não aumenta de forma proporcional com número de FPS. Em fatores de proteção mais altos, tais como FPS30, 97 por cento dos raios solares que queimam a pele são absorvidos, enquanto que um filtro com FPS 15 indica 93%  de absorção, e FPS 2 absorve 50% da radiação.
Algumas pesquisas recentes mostraram que mesmo havendo uma pequena diferença entre a absorção de luz solar dos filtros de FPS 15 e os de fator 30, os filtros mais potentes resultam em uma proteção mais eficiente, que faz diferença principalmente para as pessoas de pele clara. Mais pesquisa está sendo realizada atualmente para avaliar os efeitos protetores dos filtros solares em tipos diferentes de pele.

6- Qual a diferença entre os tamanhos de onda de luz UVA e UVB?

Na luz solar há 2 tipos de raios que são perigosos - o UVA e o UVB. Os raios UVB são os raios responsáveis pela queimadura solar assim como pelo câncer de pele. Sua onda possui o comprimento de 290-320 nm, e é absorvida pelo vidro da janela. Os raios UVA penetram através do vidro, e também são capazes de atingir camadas mais profundas da pele, até o nível da derme. Sua onda possui 320-400 nm. A luz visível vai de 400-700 nm.
Tanto o UVA como o UVB podem causar supressão do sistema imune da pele, desprotegendo a pele e facilitando ainda mais o surgimento de um câncer de pele.

7- Há uma forma segura de me bronzear?

Não há nenhuma forma segura conhecida de se adquirir um bronzeado. O bronzeado é a resposta da pele a uma lesão. O bronzeado ocorre quando os raios ultra violeta penetram na camada mais profunda da pele, o que faz com que a pele produza mais melanina como reposta à lesão. Exposição crônica ao Sol resulta em uma alteração na textura da pele, causando seu enrrugamento e manchas de idade.

8- A aplicação do filtro solar é tudo de que eu preciso para me proteger do Sol?

Não. Embora os filtros solares sejam uma parte muito importante da proteção solar, chapéus de abas largas, roupas protetoras, e evitar o Sol (entre 10 da manhã e 4 da tarde), também são importantes. As preparações disponíveis atualmente não são suficientemente protetoras para serem utilizadas como único meio de proteção do Sol. Os filtros  solares podem ser vistos apenas como uma garantia para os meios primários de proteção solar, como camisas, chapéus e a atenção ao horário de maior irradiação, que deve ser evitado.
Vários estudos têm confirmado que queimaduras solares repetidas aumentam substancialmente o risco para o desenvolvimento de melanoma. Isto é especialmente verdadeiro para queimaduras que ocorrem na infância, pois há mais oportunidade e tempo para dano solar subseqüente levar ao aparecimento do melanoma maligno.

Em resumo, algumas dicas para a proteção solar:
- Proteja você e seus filhos
- Fique fora do Sol entre 10 da manhã e 4 da tarde, quando os raios solares são mais fortes.
- Use um filtro solar de amplo espectro que proteja contra UVA e UVB e tenha um fator de proteção de no mínimo 15, mesmo em dias nublados.
- Reaplique filtros solares de 2/2 horas quando em ambientes abertos, especialmente se estiver suando ou nadando.
- Use roupas protetoras. As roupas escuras dão uma proteção maior.
- Use um chapéu de abas bem largas e óculos de Sol com lentes que protejam contra o ultravioleta.
- Permaneça na sombra sempre que possível.


Copyright: American Academy of Dermatology